VISITA SEGUNDA RM Imprimir

Fernando Humberto, Presidente da Confederação de Tiro foi recebido pelo Gen Div Roberto Sebastião Peternelli Júnior, Cmt da 2aRM  no dia 06.09.2011.

Muito bem recebido pelo General, o que caracteriza o mesmo, foram trocadas informações de assuntos pertinentes de interesse comum.

O General informou do esforço que estão fazendo para agilizar, ainda mais, o processamento e expedição dos documentos, sendo que a boa noticia é que deve estar em breve funcionando o sistema via internet para marcar as entrevistas. Desta forma pretende eliminar os problemas encontrados para marcar as entrevistas por telefone, e em consequência aumentar o número delas por dia.

Queremos ressaltar que todos devem ter o cuidado de ter em mãos os documentos necessários, como solicitados, evitando perda de tempo para todos. Será essencial constarem no pedido o e-mail e o telefone do requerente.

Por ocasião desta visita, sugerimos acabar com a emissão do CRAF, conforme prevê Oficio da DFPC. Na GTE constará o número do SIGMA e valerá como prova de registro. Evita-se, assim, o problema que alguns CAC estão tendo em SP. Informamos, como exemplo, que o SFPC/1RM não emite CRAF. O General, sempre solícito,  prometeu estudar.

Aproveitamos para alertar aos CACs, que o uso de arma carregada em transporte caracterizado como porte, não será tolerado de maneira alguma. Casos, deste tipo, têm acontecido em SP. A arma deve estar dentro de bolsa, desmuniciada, de preferência no porta- malas do carro. Os carregadores, ainda que estejam carregados, devem estar separados da Arma, de forma que fique claro somente o transporte. Neste caso é transporte.

Veio fazer parte desta reunião, o Coronel Sau, Chefe do SFPC/2RM. Foram, então,  ampliados os temas debatidos. Ficou caracterizado, ainda mais, o empenho para a agilização dos serviços realizados, que claramente já é o melhor dos pais.

Acreditamos que sob o Comando inteligente e dedicado do General Peternelli  e o SFPC/2RM sob a administração firme do Cel. Sau, a cada dia mais, os serviços serão aperfeiçoados. Ficamos com a convicção que o deferimento e a expedição de documentos, serão agilizados. Deste modo, os gargalos aos poucos estão acabando.

Cabe ressaltar que o SFPC da Segunda RM processa ao redor de 65% de todo o serviço do  Brasil, e consegue processar e entregar documentos mais rapidamente do que qualquer outro SFPC.